Dúvidas Gerais

O Partido Novo tem relação com o Sleeping Giants?

É falso que o NOVO ou qualquer liderança, incluindo seu ex-presidente João Amoêdo, estejam por trás deste projeto ou tenha qualquer relação com ele.

O NOVO se uniu a esquerda e formou um conselho político?

Essa notícia é falsa e o deputado federal Vinicius Poit já esclareceu o assunto em seu Instagram.

Confira o link com a postagem clicando aqui.

O NOVO é contra o FUNDEB?

Não. O NOVO votou a favor do Fundeb – que foi aprovado na Câmara – e trabalhou para aprimorar o relatório. Nosso destaque, que dava mais autonomia para os gestores locais decidirem sobre o orçamento, infelizmente, foi rejeitado.

Seguimos trabalhando e priorizando a educação básica.

O NOVO tem dono?

Sim. O dono do NOVO é o seu Estatuto. Além disso, o NOVO é financiado voluntariamente pelos filiados, doadores, vendas na nossa loja, e por eventos de arrecadação. Atualmente, 85% das nossas receitas vem de nossos mais de 40 mil filiados, que contribuem com R$31,14 por mês. Como não usamos dinheiro público para nossa manutenção, não há outra alternativa: precisamos seguir nossos princípios e valores, ou os apoiadores deixarão de financiar o partido e fecharemos as portas.

O NOVO já nasceu velho?

O NOVO foi fundado por 181 pessoas e nenhuma delas era política. Foi o único partido formado nos últimos 35 anos que não veio de uma dissidência de algum partido, de alguma agremiação religiosa ou de algum sindicato.
O NOVO é o único partido que não utiliza dinheiro público. O partido é sustentado por contribuições voluntárias de seus filiados. Isso garante que o NOVO sempre estará alinhado com os seus apoiadores. Até mesmo para se filiar ao partido é necessário ser ficha-limpa.

Todos os candidatos passam por um rigoroso processo seletivo e, posteriormente, uma grande preparação que resulta em mandatários qualificados.

O NOVO tem regras que limitam o carreirismo político, impedindo mais do que uma reeleição. Nenhum candidato ou mandatário pode participar da gestão partidária. Para concorrer, é necessário se afastar da gestão do partido com 15 meses de antecedência. Isso garante que os interesses pessoais não afetarão os interesses do NOVO. Por isso, e muito mais, o NOVO é NOVO.

Qual é a posição do NOVO quanto ao Estado Mínimo?

O NOVO é a favor do cidadão máximo, ou seja, que tenha mais poder de decisão e pague menos impostos para manter o alto custo da máquina estatal. Queremos o cidadão como protagonista, com liberdade para trabalhar e empreender, e não apenas pagando a conta do Estado inchado e ineficiente.

Para o NOVO, reduzir o Estado significa ter uma máquina pública enxuta, eficiente, sem privilégios, sem estatais ineficientes e que preste bons serviços públicos, priorizando o essencial: educação, segurança e saúde.

Qual posicionamento do NOVO quanto a legislação sobre drogas e aborto?

Temas como aborto, legislação sobre o uso e venda de drogas, eutanásia, entre outros, são de livre posicionamento dos nossos filiados, candidatos e eleitos.

Quem o NOVO apoiou no segundo turno presidencial de 2018?

O NOVO não apoiou nenhum candidato e liberou seus filiados e apoiadores para fazerem suas escolhas no segundo turno.

O NOVO é aliado a algum governo?

Não. O NOVO é um partido independente que dá apoio a ideias, e não a pessoas. Ideias que estejam alinhadas com nossos valores, apoiamos. Do contrário, nos opomos e criticamos.